Acompanhe as fotos. (Clique aqui) "A gratid�o de quem recebe um benef�cio � sempre menor que o prazer daquele que o faz", j� dizia sabiamente o escritor Machado de Assis no conto Almas Agradecidas. Estudos mostram que ap�s a pessoa promover uma atitude solid�ria, o c�rebro libera a subst�ncia endorfina, provocando sensa��o de felicidade. O Col�gio Master J�nior n�o est� s�... De norte a sul do pa�s s�o in�meros os projetos criados por professores visando ao bem-estar do pr�ximo. "Pesquisas recentes revelam a import�ncia de valores como a solidariedade serem trabalhados nas escolas e o quanto � essencial para as crian�as pratic�-los desde pequeninas", diz Luciene Tognetta, coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educa��o Moral da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Acreditamos que o conceito de solidariedade nas escolas � constru�do por meio do conv�vio social, dia ap�s dia, pois � no cotidiano que as crian�as desenvolvem as virtudes. "Por exemplo, quando h� conflito entre dois alunos, o professor promove o di�logo entre eles: ao se expressarem e dizerem o que os incomoda, o foco � que eles aprendam a olhar o outro com generosidade". Mas a fam�lia tamb�m tem papel fundamental na constru��o desse car�ter. "� preciso que a crian�a sinta a uni�o de pais e irm�os e os vejam praticando a solidariedade entre eles mesmos", comenta o psicoterapeuta e educador Leo Fraiman (SP). Fisiologicamente, fazer o bem � muito saud�vel: estudo realizado pela Universidade de Harvard (EUA), com cerca de 2700 pessoas, apontou que ser solid�rio e praticar algum trabalho volunt�rio � ben�fico ao cora��o e ao sistema imunol�gico, al�m de aumentar a expectativa de vida. Sabemos, por�m que h� ainda muito trabalho a fazer Apesar de muitos brasileiros serem solid�rios e n�o medirem esfor�os para ajudar o pr�ximo, ainda estamos caminhando muito devagar nesse sentido. Uma pesquisa recente realizada pela Charities Aid Foundation (institui��o de caridade do Reino Unido) e o Instituto Gallup, em 153 pa�ses do mundo, avaliou que o Brasil ocupa a 76� posi��o no ranking mundial de caridade. Somos menos solid�rios que a m�dia da popula��o mundial! Os pa�ses mais altru�stas s�o Austr�lia, Nova Zel�ndia, Canad�, Irlanda e Su��a. Est� a� um bom motivo para desenvolvermos a solidariedade desde a inf�ncia. Nosso projeto n�o quer abra�ar o mundo, mas quer ser uma parcela de contribui��o em vista de um mundo mais igualit�rio. Acompanhe as fotos. (Clique aqui)

Redes Sociais